29 junho 2017

Eu não sou a rainha da procrastinação que nada

Hoje tive um dia terrível no trabalho. E não foi porque tinha muito trabalho, muita pressão ou coisas assim, mas pelo contrário: não tinha nada pra eu fazer. Na verdade, tinha sim algo pra eu fazer, mas eu fiquei procrastinando, inventei de organizar fotos na internet e essas coisas que não servem pra muita coisa e consequentemente fiquei com uma sensação terrível. 

Também sinto que meu corpo tá ficando cansado de tanto sentar e sentar e se levantar e voltar a sentar... E quando foco em executar de uma vez, sem pausar, uma tarefa, sinto que minha cabeça vai explodir que nem quando estou estudando. Esses dias li um texto sobre procrastinação na BBC. Nele diz a coisa piora muito quando se trabalha/estuda no computador e tudo vai por água abaixo com um simples clique que me leva infinitas leituras e imagens muito mais interessantes que digitar escrituras!. Eu li o Guia Alimentar inteiro durante pausas no trabalho... que vergonha. 

No texto, um especialista fala que não é falta de organização do tempo, mas algo que fazemos pra melhorar o estado emocional, tentando melhorar nosso ânimo não fazendo algo aparentemente chato. E um trecho me deixou realmente incomodada: "Ela afeta mais os jovens, pois adultos conseguem se controlar melhor à medida que o cérebro se desenvolve." Olhe só! E eu aqui sofrendo com esse cérebro adolescente -.- Não estou obcecada com a ideia de ser adulta, mas estou enjoada de carregar esses problemas de adolescente por tanto tempo. 

A primeira dica é praticar meditação antes de começar a tarefa. Hm. Posso pensar na possibilidade. A segunda é dividir a tarefa em passos claros, tipo: primeiro leia o documento por completo e o conheça (gosto de ter essa conexão para ter mais carinho com o que faço), organize os documentos e por aí vai. Parece que uma coisa que não posso fazer é me culpar por procrastinar, pesquisas revelam que não presta. Mas uma coisa que eu posso mentalizar é meu eu no futuro derrotada escrevendo um post no blog porque procrastinou como uma condenada, feito isso eu vejo que ninguém merece e prossigo na tarefa. O pior vem agora: "a procrastinação frequentemente reflete um problema existencial mais profundo de falta de identidade ou direção na vida." 

Eu perdi meu RG!! Minha própria identidade! Está tudo explicado agora T-T

Matéria na BBC:  Como vencer a procrastinação, um dos problemas mais graves para estudantes

Esse post é em homenagem a uma cobra baixo astral (assim como eu) que muito venero: venero naada!

Nenhum comentário: