27 junho 2017

A desconexão

Hoje foi muito difícil de trabalhar! Prometi que não ia mexer na internet, mas os processos que eu tinha pra digitar eram tão chatos que eu quase morri de tédio. Sem falar que meu bum bum tá ficando achatado de tanto ficar sentada -.- Bem, fiquei revendo textos que li antigamente e tinha salvo no pocket, mas que nunca pude tirar proveito porque li, salvei e esqueci. Decidi analisar os mais legais e postar aqui.


Desconectada

Eu realmente fico me perguntando o que fazer fora da internet, porque nela é tudo tão acessível que meu cérebro tem preguiça de pensar em algo melhor pra se fazer. As dicas a seguir foram retiradas de posts da rookie, de uma série de posts sobre "a desconexão" (um, edição de inverno, edição diy, primavera e edição dois em um). Eu super amo essas dicas, mas não consigo praticá-las!
Every so often, I find myself slumping in my desk chair, zombie-eyed, scrolling through social media. After about 30 minutes (equalling approximately 200 photos) spent looking at Justin Bieber’s #tbt’s, I’ll snap the heck out of it and realize, Oh my god! I’ve been doing this for way too long, and it’s making me feel absolutely dead! 

Posso fazer depois do trabalho ^-^

+ Crie um sanduíche digno de receber seu nome. Considerando que eu tenho um leve problema com pães devido ao fato de que meu namorado os vê como o único alimento possível, eu vou tratar essa dica como: + tente criar uma receita. Talvez não seja tão difícil, acho que basta substituir padrões de receitas já conhecidas.

+ Borde uma palavra em letra cursiva em uma peça de roupa que você ache bonitinha, mas sem graça. Eu já tenho todo o material, mas um pouco de medo de começar. Mas vou tentar. Sempre quis dar amor às roupas que uso em casa porque são as que eu mais visto.

+ Escreva uma carta de fangirl. Pensei em escrever para meus professores, mas acho que aqui se trata de pessoas menos tangíveis. Imagino escritores, artistas, colunistas, músicos, diretores, quem sabe até figurinistas. Uma vez eu li que o apoio sempre é fundamental para que as pessoas continuem fazendo o que fazem.

+ Memorize seu poema favorito. Bem, não exatamente o meu favorito, mas um bom pra começar é Quadrilha.

+ Aprenda a tocar e a cantar uma música que ame e faça uma versão cover. Depois faça seu próprio clipe.

+ Faça seu próprio clipe. Parece interessante, eu fazia isso quando era menor quando estava aprendendo a mexer no movie maker e fiz uns vídeos legais pegando imagens da internet. Mas isso significa computador, então, não.

+ Aprenda a fazer uma refeição. Panelinha, meu amor.

+ Recrie seu programa de culinária favorito. Rita, sou tua fã.

 + Faça um zine. Well well well... Quanto mais penso sobre isso, mais longe eu fico. Decidi que não sou muito artística. Mas queria muito fazer algo em que eu pudesse registrar algumas coisas incríveis. Tenho algumas ideias. Pretendo realmente executá-las. E da maneira mais simples possível, porque quanto mais complico, menos faço.

+ Crie a coreografia de uma música. Imagino que colocar uma música pra tocar no spotify e começar a dançar não parece muito justo. Então, quero trocar por isso: + Assista a shows na televisão e dance com a música percorrendo seu corpo.

+ Faça chocolate quente. Não estou bebendo chocolate ou doces muito doces em geral. Vou trocar esse por: + Pense em jeitos diferentes de comer as frutas que você acha sem graça.

+ Entreviste alguém que você conheça sobre qualquer coisa! Algo que te interesse sobre a vida da pessoa, ou algo que eles queiram falar sobre. Achei esse muito bom! Posso começar pelo Arthur, fazendo aquele Proust Questionnaire e depois com outras pessoas. *zine.

+ Escreva cartas para pessoas que você ama e envie pelos correios. Eu tenho o endereço dos meus amigos. Os correios ficam do lado do meu trabalho! Só preciso de uma graninha pra poder enviar, estou realmente lisa, mas ou escrever as cartas e enviar quando eu puder. Posso enviar a letra de uma música, uma imagem da revista, uma história, uma citação... Assim como os assuntos surgem para os emails.

+ Pinte. Nunca tive a menor paciência pra pintura. Mas pode ser uma boa atividade para os zines.

+ Olhar para o céu. Sentar na varanda no fim de tarde e observar o marailhoso céu rosa de Fortaleza. Que ideia!

+ Aprenda a tocar um instrumento. Aqui tem um violão, mas eu ficaria um pouco envergonhada em ver o Arthur me ver tocar... hm. Pode ser que ele me ensine e eu posso tocar as músicas do Kanye se fosse possível.

+ Tire fotos. Pode ser um bom jeito de eu usar minha câmera japinha e testar coisas não convencionais como filtros.

+ Escreva uma peça. Eu já tentei fazer isso quando eu estava bem obcecada pelo teatro. Mas é realmente muito simples! É só contar uma história e incluir as ações. Bem... vou fazer definitivamente.

+ Leia uma biografia de alguém que te interesse. Feito! Já estou lendo sobre a Clarice e é bem desafiador.

+ Escreva um poema colaborativo. Eu e o Arthur podemos escrever um trechinho de uma música que gostamos, recortar os pedaços, balançar um saquinho e sortear as palavras para formar uma poesia dadaísta. Não sei se o Arthur vai querer trocar seu computador por isso, mas posso tentar.
No fim de semana

+ Forme uma sociedade baseada em fazer coisas legais. Vou ignorar essa um pouco considerando minha falta de habilidades sociais.

+ Tenha uma dia de spa. 1. Beba um pouco de chá; 2. Acenda algumas velas no banheiro; 3. Use um esfoliante; 4. Passe hidradante; 5. Pinte suas unhas; 6. Fique em seu quarto com as luzes apagadas, acenda velas aromáticas, concentre-se em sua respiração e relaaaxe; 7. Beba mais um pouco de chá e leia uma livro.

+ Pinte seu cabelo. Vou substituir por: + Faça uma boa limpeza e hidratação no cabelo.

+ Redecore seu quarto. Essa atividade já é um standard na minha vida.

+ Ir ao brechó. Vou substituir essa atividade porque estou evitando comprar roupas. + Ir ao sebo. Lá eu não preciso lear dinheiro, basta eu levar revistas e livros antigos que eu ganho um crédito pra trocar por coisas novas! É ótimo pros sábados.

+ Arrume o guarda-roupa. Oh! Que maravilhosa sensação de arrumar um armário!

+ Recrie uma foto famosa. Pegue uma foto icônica que você admire e tente fazê-la do seu jeito. Isso parece ser muito bom!

+ Faça um pequeno filme. Posso tentar documentar a semana, ou ler o poema dadaísta que criamos. Sempre fico feliz quando vejo aqueles vídeos de infância tipo os das Kardashians.

Killing time!

Nenhum comentário: