quarta-feira, 26 de abril de 2017

Ah, me poupe! Eu não acredito que disse isso

Comecei a ler o blog da Tavi como um livro, são 600 posts. Os que eu já li em outros momentos eu na verdade não li, porque meu conhecimento em inglês não era suficiente, mas agora vai! Só tenho medo de ficar um pouco bitolada em Tavi! e só ler coisas sobre ela e o que ela faz e tal tal tal, mas ela é realmente admirável e adoraria ver como era a Tavi antes de ser conhecida, como uma simples garota que faz do blog seu diário.

Nesse post (Hippie? Wow, thanks!), de abril de 2008 (há quase dez anos, meu deus...), ela conta que viu as fantasias das pessoas no teatro no colégio e decidiu se inspirar. As pessoas a chamaram de hippie e falaram coisas com a intenção de ofender, mas ela achou os comentários bem legais, na verdade, porque os anos 70 são sensacionais (!). Ela não se sentiu ofendida principalmente porque ela não quer absorver esse tipo de  coisa, que é melhor eles fazerem piada de como ela se veste do que se vestirem como ela!

Tanta coisa pra aprender com essa garota! Se vestir pra ela é realmente uma brincadeira, por isso que as vezes não consigo me sentir a vontade com a ideia de armários-cápsula ou use-só-básico, porque evoluímos a ponto de transformar algo que servia para cobrir nosso pudor em algo que nos faz feliz. Experimentar e brincar é genial. Certo que estou numa fase de não experimentar muito nas roupas, quando vejo minha professora bem vestida com blusinhas e sainhas na mesma paleta de cores eu sinto até uma paz interior!

0 comentários:

Postar um comentário | Feed