sábado, 15 de abril de 2017

A internet que a gente quer, de novo e para sempre

É aquela que é uma porta e uma janela (não um espelho vaidoso).
A que conecta e inclui.
Aquela que valorize quem é bom de verdade. A que possamos escrever da maneira que somos, não da maneira que queremos que achem que somos.
É aquela que permite que suas paixões conduzam a sua curiosidade.
O “lugar” em que ouvimos mais do que falamos.

Por Gustavo Giglio, para Contente.

Nenhum comentário: