08 dezembro 2016

Dia 4 de férias e como o Arthur caiu numa cilada,

Aqui vai um guia de como aproveitar bem as férias, na minha opinião.
Primeiro, antes que eu entrasse de férias eu fiquei pensando sobre todas as vezes que estressei nas redes sociais (a.k.a fcbk) e como toda a discussão infinita que tem lá não termina em absolutamente nada além de pessoas com raia. Então eu decidi me manter com o twitter, considerando que eu tenhop uma espécie de necessidade de ficar conectada de alguma forma porque essa é minha geração e eu não tenho como fugir. Mas o twitter é meio sem graça as vezes e parece sem noção eu escrever coisas tão aleatórias para (30) pessoas que me seguem e sinceramente... me pareceu mto sem graça, é como se eu estivesse querendo aparecer. Então, tomei uma decisão.

Decidi usar só o g+, e é uma ótima forma de se exilar porque ninguém mais mexe lá além da Vick, o que é maravilhoso pq podemos comentar nas coisas uma da outra e não há ninguém nesse mundo que tenha maior poder de compreensão das coisas ever. E decidi postar no blog também. Fui ler meus emails antigos e fiz posts de vários emails que estavam esquecidos que não quero que sumam, que estão programados para o futuro, pq eu acho horrível postar tudo de uma vez pq fico super agoniada. Só hoje devo ter feito uns 10 posts sobre moda.

O Arthur está com o olho machucado e não pode mexer no computador ou coisa parecida e eu fiquei quebrando a cabeça pra pensar no que eu fazia quando não tinha toda essa tecnologia. Vamos sobreviver.

Escrever nesse blog me dá um pouco de medo, apesar de eu saber que ninguém lê esse blog, mas fico pensando em toda aquela história que o governo espiona nossa vida na internet e que não há como fugir, e de certa forma eu estou dando de bandeja tudo o que eu faço, mas preciso ver o filme do Snowden, mas estou com medo de ficar paranoica.  Não vou contar como o Arthur caiu em uma cilada.

Nenhum comentário: