11 março 2016

Um poema.

Jesus, obrigada por eu não ter nascido burguesa espero que eu nunca seja.

Nenhum comentário: