quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

A consciência é, segundo Freud, a parte que faz você saber das coisas, sendo elas qualquer coisa. E paixão chega a ser coisa. Chega a ser qualquer. Larissa já havia tomado consciência da sua paixão e sabia que se permitisse mais um pouco chegaria ao inconsciente e seria inesquecível a sensação. Tremer parece horrível quando se trata de medo ou raiva, mas é excitante quando se trata de paixão, justamente porque unia as duas sensações ruins e ao ver dela menos com menos é mais.

de fevereiro de 2013. Eu estava nessa vibe.

Nenhum comentário: