segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Dança da Solidão

Solidão, palavra 
Cavada no coração 
Resignado e mudo 
No compasso da desilusão... 

"Quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado", isso explica mais ou menos tudo aquilo que eu pretendo mais ou menos colocar na minha música que é não uma ideia de saudade, não uma ideia de nostalgia. Eu acho que tudo pra mim está muito presente e aquilo que me toca, que me sensibiliza, é uma coisa de agora, uma coisa que está comigo, está viva em mim"
- Paulinho da Viola, nesse vídeo.