segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

{desejando} Arthur em 7 de 57


"(...)
Perco, e perco a cabeça quando
Minha cabeça está ocupada
Vira no avesso, sensação sem preço
Tudo, tudo, tudo parece que para

Abala meu mundo de cara no muro
Tua boca, boca, minha alma alada
Some meu centro meu discernimento
A vista, vista fica toda embaçada
(...)
Não vá, não vá, não vá embora
Fica, Fica por mais mil horas 
Toda vida,..., todas madrugadas

Quero, quero você todo dia 
Todas, todas suas manias
Sua língua,..., todas suas caras

(...)
Arrasa todas asas do absurdo
Já estamos voando,..., sem nem perceber 
(...)"

0 comentários:

Postar um comentário | Feed