quarta-feira, 15 de agosto de 2012

esse cara. 3 vezes;

Mas esse homem que mora comigo é o homem que eu amo, mas eu bem sei que ele me adora porque posso ver em seus olhos; seus olhos de menino que tem coração puro e que ainda não está pronto para ser usado. Mas ele é o homem que eu escolhi, escolhi calculadamente e cuidadosamente para não errar, porque eu precisava de um homem, assim como ele para me ver de branco e vermelho. Tudo aquilo que ele não me diz é porque ele não sabe como, mas ele vai me dizendo com o corpo e termina dançando para mim. Seus olhos infantis quando sorri para mim e com olhos de bandido quando demonstra que desiste. Ele é quem decide, estou entregue a seus desejos e suas vontades, porque quero que ele perceba que eu o amo. Ele já grudou em mim, não há maneira de tirá-lo de mim, como uma tatuagem e ele em mim ficou. Mas tudo que ele quiser e mandar eu fazer, faço, porque ele é meu homem e eu sou apenas uma mulher. Ele está aqui porque quer e eu estarei sempre aqui para o que der e vier.

original:
"Mora comigo na minha casa, o rapaz que eu amo. Aquilo que ele não me diz porque não sabe, vai me dizendo com seu corpo que dança para mim. Ele me adora e eu vejo através de seus olhos o menino que puxa o gatilho do coração sem saber o nome do que pratica. Ele me adora e eu me gratifico só com os olhos que eu o vvejo. Eu corto todas as cebolas da casa, eu arrasto os móveis, ele tem medo de dizer que me ama e me aperta a mão e me chama de amiga."

escrito em 31/08/2010

0 comentários:

Postar um comentário | Feed