quinta-feira, 12 de julho de 2012

Tempos de paz



Eu assisti esse filme (tempos de paz) esses dias, mas já tinha visto o vídeo antes, mas nada como entender a história. Olhando de novo vídeo, achei esse comentário, me explicou muita coisa.


"Impressionante este monólogo, levou às lágrimas Segismundo e a mim também. Como o personagem que dialoga com Deus, também dialoguei buscando entender a miséria humana, o horror que é a humanidade. Minha conclusão é de que com o homem a vida é impossível. Somente com um Deus que é amor, que criou o pássaro, o rio, a fera e a mim, a vida é aceitável. Este é o mundo criado por Deus porém construído pelo homem. Eu andava indiferente ao teatro, porque não suporto o besteirol geral. Foi libertador. Viva o teatro!"

0 comentários:

Postar um comentário | Feed