sábado, 21 de maio de 2011

Obrigada pessoa que criou o telefone, para não me fazer morrer de saudades.

"Alo?" > "Oi!" < "Eu nem acredito que estou ouvindo a sua voz" > "o que?" < "Nem acredito que é a sua voz que eu estou ouvindo!" > "Brunna?"

Nenhum comentário: