10 abril 2011

Eu prefiro rosa.


"Porque eu gosto de rosa.". 
Não, eu tenho certeza absoluta de que essa não foi a melhor resposta que eu pude dar, eu deveria ter dito qualquer coisa que fosse, mas tratando-se de perguntas onde o assunto central sou "Eu" é melhor não "teorificar" muito. 

Quando entrei em casa e vi seu rosto cansado, devo admitir que senti uma enorme vontade de rir, mas você estava sério e CANSADO, não poderia perder a chance de te ver um segundo que fosse sem um sorriso no rosto. Eu vestida de azul e você de laranja, odeio laranja e você sabe disso, mas foi um suco de laranja que você me ofereceu; para me irritar? Colocou uma toalha de mesa, amarela. Você bem sabe que odeio essa cor, mas foi com ovos fritos que você trouxe meu café-da-manhã. As cores não me irritaram muito, até o momento em que você veio com aquela música que lembra aquele casal que tanto me enoja, você sabia disso, mas não se importou com minha opinião e não mudou a estação da rádio. 

Suportei cada segundo, sofridos, acreditando que tudo fosse uma brincadeira sua e que logo voltaríamos a sorrir e começaríamos a dançar a música certa. Você não fez nada disso e me irritou mais, me fez querer pular em você e arrancar cada fio do seu ca... não, do seu cabelo não porque eu preciso dele para ter o que afagar antes de dormir; eu fiquei com vontade de  beliscar seus bra... não, seus braços não poderiam nunca ficar machucados porque como você faria para me abraçar daquele jeito que só você sabe? 

Eu não pensei em fazer qualquer mal a você, mas fechei a cara e lhe dei aquele beijo que você espera todos os dias, o sinal de que eu ia embora. Mas era domingo. Isso foi o pior de tudo, o estopim para você me perguntar o que eu não saberia responder. 
Com aquela voz de quem quer realmente saber a resposta você disse, "O que está acontecendo? Fique calma, eu não fiz nada pensando em te magoar ou te irritar, mas porque você vai sair?". Não, eu não tinha respostas e até agora não tenho, o único fato de eu ter agido daquela forma é que eu sou mulher, sou fraca e odeio todas aquelas cores que estavam entopindo aquele apartamento. Sem pensar muito, mas agora penso que foi a resposta certa, se ele tiver pensado o mesmo, eu disse com indiferença, "Porque eu gosto de rosa."

Nenhum comentário: